Bolo de Cenoura: como pode ser tão bom?

Quem já não se pegou imaginando quem foi que inventou um bolo que leva cenouras e como pode ficar tão bom? Pois depois do meu filho mais velho me interrogar sobre isso, fui atrás de saber a história do queridinho dos brasileiros.

A receita é brasileira, sem dúvidas, mas não temos registros de quanto tempo ela é preparada pelo Brasil como conhecemos, sabemos via alguns historiadores que ela é uma variação norte-americana o carrot pudding, que leva uvas passas, nozes, especiarias e cobertura de cream cheese.

O hábito de incluir cenouras em massas para bolos, tortas (principalmente as de liquidificador) e outros, é do tempo da Idade Média. Era um mecanismo para incluir elementos doces na receita, como a cenoura, a famosa batata-doce e a adocicada beterraba que, além de dar sabor e adoçar a receita, além de atraírem visualmente devido às suas colorações.

No Brasil, há relatos de que a receita só apareceu nos livros culinários a partir de 1960, assim, deixando a dúvida de quando foi realmente o nascimento do bolo de cenoura. Só podemos afirmar com certeza, desde então, de que ele ganhou fama e se tornou um marco da culinária caseira do nosso país.

(Fonte: http://amo.kitchenaid.com.br/receitas/doces/bolo-de-cenoura-o-queridinho-dos-brasileiros/)

Agora, posso deixar a receita que utilizamos na minha família e que faz super sucesso:

Bolo de Cenoura (com ou sem iogurte)

Ingredientes

2016-05-30 18.18.54

Via Arquivo Pessoal

3 cenouras médias ou 4 pequenas
3 ovos
1 pote de iogurte, se gostar
1/2 pote de óleo, podendo ser substituído por água
1 e 1/2 xícara de açúcar ‘demerara’
3 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Modo de Preparo

Bater as cenouras, o óleo ou água, o açúcar, os ovos o iogurte – caso optar no liquidificador, depois despejar numa tigela e misturar com o fuê incorporando na massa a farinha de trigo e o fermento.
Após incorporar e deixar a mistura homogênea, despejar numa forma untada com margarina ou óleo e farinha de trigo.

Assar em forno a 180ºC por 40 minutos. Retirar após assado e depois desenformar.

Observação 1: cada forno possui característica própria, então, vale a dica do palito limpo de massa.

Cobertura

6 colheres de chocolate
2 colheres (sopa) de açúcar ‘demerara’
2 colheres (sopa) de magarina
Leite se necessário

Misturar e colocar sobre o bolo ainda quente, após esfriar, ela estará com aparência brilhante, que ao cortar, fica quebradiça.

Via Arquivo Pessoal

Ou, pode-se fazer um brigadeiro mole e deixar a dieta de lado (risos)!

Com carinho,

Ná Pironato.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s