Dermatite Atópica: A gente vê por aqui!

Hoje, venho com o assunto que convivemos desde os 5 meses da nossa pequena, a dermatite atópica ou eczema atópico e tenho sido bastante procurada com dúvidas no IG. A Ana Júlia passou a apresentar manchas avermelhadas, que descamavam no ano passado, logo no início do inverno, pensamos que fosse um fato isolado por causa do ar seco e do frio, mas acabou se alongando por dois longos meses, voltando isoladamente no calor excessivo e desde julho deste ano, está novamente em crises que vem e vão.

Para vocês entenderem um pouco, vou tentar explicar sucintamente, como o pediatra dos pequenos nos orientou desde o início e nos acompanha desde então.

Este tipo de dermatite é uma doença inflamatória crônica da pele que apresenta uma evolução cíclica com períodos de melhora e piora. Não se sabe a real causa, há exames que podem ser feitos, mas que só têm resultados certeiros após os 24 meses, com teste alérgico de pele e sangue. Somos uma família de alérgicos, rinites alérgicas, picadas de insetos e alguns alimentos, então, aumentam nossas chances de ter alguma associação. Que herança! rs

Muitas vezes é confundida com micose, psoríase ou alguma outra dermatite, as de contato, mas esta não é contagiosa. A manifestação deste eczema atópico caracteriza-se por manchas na pele, avermelhadas, que muitas vezes descamam, apresentam pequenas ‘bolinhas’ salientes e que coçam bastante, causando maiores lesões ainda. É comum iniciar-se no primeiro ano de vida e tendem a desaparecer ao decorrer dos anos, sendo que nos bebês, a concentração sempre fica mais no rosto, pernas e braços, em épocas de crise em quase toda a superfície corporal, já quando mais velhos, aparecem nas juntas e pescoço.

definicao-do-eczema-atopico

 Fonte: Foundation Dermatite Atopique
Imagem 1: Definição ilustrada da dermatite.

três estágios da dermatite/eczema em questão:

– Fase infantil (3 meses a 2 anos de idade);
– Fase pré-puberal (2 a 12 anos de idade),
– Fase adulta (a partir de 12 anos de idade).

Ela é gradativa em relação ao avanço da idade, mas a pele de quem tem ou teve, sempre requer maiores cuidados por ser mais ressecada e que se irrita mais facilmente. Resumindo, ela tende a aparecer ou a entrar em crise quando há a exposição a certas substâncias ou a algumas condições, os fatores principais são:

– frio intenso;
– calor e transpiração;
– sabão de lavagem de roupa;
– hidratação deficitária da pele;
– poeira e poluição;
– roupas de tecido sintético;
– temperatura e tempo de banho;
– baixa umidade do ar;
– caráter emocional,
– alguns alimentos que desencadeiem a crise.

Vale ressaltar que os fatores variam de pessoa para pessoa: enquanto para alguns há fatores que desencadeiam mais facilmente a crise para outros não. Mesmo a Ana Júlia apresentando alergia a banana, a dermatite dela não está diretamente relacionada ao alimento (temos que esperar até os 24 meses para saber isso também), já que os casos mais graves acabam surgindo até este período e nos estudos já realizados para pacientes adultos, a presença da alergia alimentar relacionada a dermatite acaba sendo rara.  Enquanto isso, a banana está suspensa, o mamão já foi reintroduzido e não apresentou nenhuma reação.

Conforme orientação do pediatra, o que devemos fazer para controlar a dermatite atópica é tentar evitar ou reduzir a exposição aos fatores desencadeantes e tratar quando estivermos diante das crises agudas. Sendo assim, mesmo com a melhora da aparência da pele da Ana Júlia, nunca deixamos de utilizar o sabonete líquido indicado e sem fragrância, banho morno para frio e rápido, utilizamos o creme e loção hidratante ideal para a pele dela, costumamos fazer a Shantala (massagem) duas vezes ao dia (uma com creme e outra com loção), durante as crises passamos quatro vezes o creme nela e ainda com a pele úmida, fora a pomada que controla a coceira, ministrada junto a antialérgico.

Por aqui, quando em crise, as costas e o rosto da Ana Júlia são os mais atingidos, isso quando a parte íntima não é alvo também por causa da fralda (passamos a intercalar com a Ecofraldas de pano), tomamos o máximo de cuidado para diminuir os riscos de piora e deixar suscetível a ter alguns tipos de infecções bacterianas, fúngicas ou virais da pele.

Fonte: babycenter.com.br 
Imagem 2 e 3: Aparência da dermatite na fase crítica.

Com certeza, vocês devem estar pensando que temos de dois a quatro banhos por dia por aqui, certo? É mais ou menos isso, mas como são rápidos, brincamos que ela toma banho de gato! (risos) O capricho da higiene vai para os pés, mãos e parte íntima. Ah! E as unhas sempre curtas! Praticamente, uma operação de guerra contra a crise! (risos)

Além dos cuidados acima, utilizamos uma toalha super macia para secá-la, sempre observamos se a pele dela está respondendo bem aos produtos, pois há casos que pode haver piora das lesões e temos que mudar de marca e componentes. Evitamos ambientes muito quentes, no inverno a agasalhamos enquanto estamos ao relento, mas assim que estamos abrigados, já retiramos o agasalho para evitar o suor e utilizamos umidificadores dentro de casa, independente da estação do ano.

A lavagem das roupas é feita com sabão neutro, evitamos os amaciantes e a limpeza da casa também requer cuidados, assim como o uso de tapetes, cobertores e cortinas que são alvos de ácaros e lavamos a cada 10 dias.

Espero que tenha conseguido esclarecer um pouco sobre esta dermatite e que quem tiver experiências com ela, que deixe seu comentário para compartilhar com outras mamães além de mim. Embora haja esta interação, consulte sempre seu pediatra!

Deixo também alguns materiais que fizeram parte da minha pesquisa na internet depois do diagnóstico:

Associação de Apoio a Dermatite Atópica
Informações básicas e compreensão – http://www.aada.org.br/pdf/AADA-Compreendendo.pdf / http://www.aada.org.br/pdf/infobasicas-2014-aada%20(download).pdf / http://www.aada.org.br/pdf/AADA-alimentacao.pdf

Matéria no Canal M de Mulher
http://mdemulher.abril.com.br/familia/saude/criancas-com-dermatite-atopica-como-controlar-os-sintomas

Matéria no Canal M de Saúde
http://www.mdsaude.com/2014/05/dermatite-atopica.html

Canal da Pediatria Descomplicada
https://pediatriadescomplicada.com/2014/12/29/dermatite-atopica-o-que-voce-precisa-saber/

Com carinho,

Beijos,
Nathália Pironato.

Anúncios

16 comentários em “Dermatite Atópica: A gente vê por aqui!

  1. Texto excelente… Por um acaso achei seu ig e vim ver esse Post… Meu filho tbm ta com crise da dermatite e é tão ruin, né?! Qumas qual o tipo de sabão q vc usa pra lavar a roupa dela!?
    Bj, e parabéns pelo Post.rs

    Curtir

  2. Olá Ná, tudo bem? Minha filha hoje tem 10 anos mas com 8 meses foi diagnosticada com dermatite atópica. Sei bem o que vcs estão passando .. A pior fase foi dos 3 aos 7 anos. As lesões se concentravam na região da coxa e nádegas. Aumentavam a cada dia, havia muita secreção e isso fazia com que as roupas grudassem na pele piorando ainda mais o quadro. As pessoas achavam que aquilo era contagioso e ela ficava triste com os comentários. Foi um período muito complicado. Até que consultamos com uma dermato infantil especialista no assunto. Com o tratamento e cuidados certos o problema foi desaparecendo aos poucos. Hoje graças a Deus ela não tem mais nada além da pele um pouco ressecada e manchas escurecidas onde haviam as feridas. Hoje usamos apenas um hidratante específico e nada mais. Estamos muito felizes por não vê-la mais naquela situação desagradável.

    Curtir

    1. Oi Dani, tudo ótimo e você?
      Menina, que desespero que dá na gente não poder tomar as coceiras, o incômodo pra gente né rs… Ana teve um episódio de secrecão na junta da perna, atrás do joelho, mas deixei sem calça e foi melhorando, hoje só tem marcas, será que ficarão pra sempre? Pelo que comentou, a manutenção e cuidados é para vida toda, mas sem as crises da primeira infância. Obrigada pelo comentário e por compartilhar experiência com a gente, beeijo, Ná.

      Curtir

  3. Oi. Vi seu post e resolvi falar um pouquinho da minha experiência, quem sabe alguma dica sirva. A dermatite vai diminuindo com o passar dos anos. É bom evitar cremes com óleo de amêndoas, eles costumam dar reação na pele. Nem sempre o hidratante mais caro é o melhor, já usei de um tudo e hoje me dou bem com o da neutrogena e com a manteiga de ucuuba da natura. Em tempos de crise, eu uso corticoides, não tem jeito. É super importante fazer vários testes e ver o que realmente a criança pode comer ou ter contato. Que bom que você já está bem informada. Tudo de bom para você e para as crianças. 🙂

    Curtir

    1. Oi Vanessa!
      É então, o meu consolo é este, mas do ano passado pra cá piorou e fiquei desanimada. Por aqui usamos hidrocortisona por 4 dias em cima das piores lesões, aliviou, mas depois voltou novamente, daí entramos com antialérgico. Bom saber do Neutrogena e o hidratante da Natura. Estamos no aguardo da idade para fazer o teste de alergia nela, tomara que nos norteie melhor. Obrigada pelo carinho, beeijo, Ná.

      Curtir

  4. Bom dia Nathália. Falei contigo pelo intagran a alguns dias atras…Muito obrigada por compartilhar a tua experiencia, as tuas dicas são ótimas. Estou passando por isso com o meu pequeno seguidas vezes e aqui no RS é bem difícil o controle pois é muito frio, portanto é difícil cuidar a temperatura do banho assim como temos muitos problemas com umidade e mudanças bruscas de temperatura…Tu fizeste exames de sangue na tua filha? Consultamos uma alergista e ela nos pediu exames porém estamos em dúvida quanto a precisão do diagnostico por causa da idade…
    Muito obrigada,
    Beijos.

    Curtir

    1. Oi Ana!
      Tudo bem?
      Tive problemas com o provedor por aqui, estava tudo bloqueado rs
      Então, o pediatra e o alergista dos meus pequenos orientou aguardar pelos 24meses para realizar o exame de sangue. Quase fizemos com 18meses, eu estava desistindo de esperar.
      Mês que vem temos consulta e vamos ver no que dá! E seu filho?
      Beijos e obrigada!

      Curtir

  5. Que texto ótimo!
    Ontem o meu filho de um ano foi diagnosticado com dermatite, e eu burra, fui no google, vi casos horríveis e já me desesperei achando que seria esse Sofrimento eterno e que ele sofreria preconceito.
    Já vejo uma luz no fim do túnel! Iremos de inicio usar um creme que o pediatra mandou manipular e espero que tenhamos (todos os nossos babys) a cura!
    😘

    Curtir

  6. Boa noite, minha filha vai fazer 9 anos e descobrimos que ela tinha dermatite com 1 aninho, foram vários testes e nada adiantou, ela teve uma infecção gravíssima nas pernas por causa das lesões. Até que descobri uma especialista que começou com o tratamento de fototerapia foi o que salvou minha filha, hj fazemos o controle com hidratantes e quando aparece uma lesão ou coceira aplico protopic, o ideal é não usar muito corticoide
    Abc

    Curtir

  7. Olá Nathalia. Muito informativo seu post.
    Tenho uma filha de 7 anos com dermatite atópica desde os 5 meses, foram muitas tentativas até acertarmos na melhor opção para ela de hidratante (usamos uma linha da mustela específica pra pele com tendência atópica chamada STELATOPIA), pomada de corticoide e anti alérgico oral, de fato é ir testando produtos e modo de viver para dar uma qualidade de vida aos nossos pequenos (hoje está bem controlada, só com algumas crises). Só gostaria de te sugerir um produto que não têm contra indicações (mas é sempre bom verificar com o médico) e que sempre ajuda nos momentos de irritação, coceira, vermelhidão, podendo ser usado em todas as partes do corpo (até em casos de assaduras), ÁGUA THEMAL (de qualquer marca), tem ação calmante e por aqui ajuda bastante. Se informe e espero que ajude.

    Curtir

  8. Oi Nathalia. Por aqui está bemmmmmmm dificil convivermos com a dermatite. Meu filho tem 10 meses e esta tendo crises seguidas. Nosso tratamento tem sido com Cetaphil creme, sabonetes de glicerina, pomada com corticoide e hixizine. Vocês costumam usar Hixizine? Pergunto pois estávamos usando com frequência nas crises e a última medica que consultamos disse que pouco ajuda a não ser para aliviar um pouco a coceira…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s